Veja Portugal

Hotel Lis - Baixa

Sabonetes do Alentejo à conquista do Norte e Leste da Europa

8 de Março de 2014

A marca portuguesa de sabonetes Olivae, nascida no coração do Alentejo, aposta este ano na internacionalização, sobretudo para os países do Leste e nórdicos, regiões onde obteve boa aceitação em resultado dos primeiros contactos comercias promovidos em 2013.

A bióloga Elza Neto e a engenheira zootécnica Carla Janeiro são as responsáveis por este projecto, que agarraram em mãos – literalmente, uma vez que toda a produção é artesanal – em 2011 com o objectivo de contribuir para a valorização dos recursos de qualidade portugueses.

A ideia inicial era aproveitar as propriedades da folha de oliveira, que possui componentes com benefícios para a saúde, designadamente com acção antimicrobiana e antioxidante. O problema é que os benefícios se perdem durante o processo de produção dos sabonetes.

No entanto, Elza Neto e Carla Janeiro – antes de abraçarem o projecto Olivae trabalhavam no sector cultural, do qual desistiram por falta de financiamentos – adquiriram conhecimentos sobre a saboaria artesanal e decidiram explorar outros recursos locais, como o leite de cabra (no caso da raça autóctone serpentina) pelos seus benefícios para a pele.

O projecto já levava dois anos e meio de desenvolvimento quando, a 15 de Outubro de 2013, foi criada a empresa Planetalfazema para produzir e comercializar os sabonetes artesanais Olivae.olivae1novo

Usando apenas métodos artesanais – o processo de saponificação consiste na junção de ácidos gordos (azeite) a elementos alcalinos (hidróxido de sódio), como faziam aos árabes no séc. XIII -, os sabonetes são feitos a partir de azeite virgem, leite de cabra da raça serpentina, cera de abelha e óleos essenciais biológicos.

Os Olivae estão disponíveis em quatro aromas (alecrim, tomilho, rosmaninho e inodoro), em embalagens de 100 e 25 gramas. Por encomenda, podem ser personalizados com diferentes aromas, formas, dimensões ou embalagens.

A comercialização dos sabonetes começou em Abril de 2013. Neste momento, estão disponíveis numa dúzia de lojas em Portugal, mas a grande aposta de Elza Neto e Carla Janeiro é a internacionalização, sobretudo através de exportações para países do Norte da Europa e do Leste.

Esta opção resulta de as redes de distribuição em Portugal exigirem uma estrutura que as sócias, que produzem sozinhas os sabonetes, não têm. E, por exemplo, porque no Norte da Europa têm um valor emocional significativo, relacionado com a luz e sol do Sul. Aliás, isso explica os preços de venda a rondar os 14 euros enquanto em Portugal são de cinco euros.

 

Comentários

comentários

Login para a tua conta

Não te recordas da tuaPassword ?

Registar neste site!