Veja Portugal

Hotel Lis - Baixa

Quinta Nova entre os melhores do Douro nos Best of 2013 da Wine Advocate

8 de Janeiro de 2014

“A Quinta Nova entra este ano para a lista restrita dos Best of 2013 da Wine Advocate, com alguns dos seus vinhos de 2011 a serem reconhecidos com pontuações invulgares – dois vinhos distinguidos com 95 pontos (nota máxima atribuída) e um com 94.

Este facto despoletou uma menção ao trabalho que tem sido desenvolvido na Quinta Nova: “É muito impressionante ver este produtor, relativamente novo no mercado, estourando em cena com vinhos de alta qualidade”, refere Mark Squires, que escreve para o guia mais prestigiado do mundo de Robert Parker, a Wine Advocate.

Nas notas relativas à Quinta Nova Mark Squires refere que o grupo destes 3 Grandes Reservas é “terrivelmente bom”, enfatizando que são vinhos “de estilos diferentes e brilhantemente bem feitos”. Segundo o crítico, esta coleção de topos de gama da Quinta Nova, apesar do preço, entrega uma elevada qualidade. Mark Squires aconselha mesmo a compra para todos os que puderem suportar o investimento, dado que se trata “mesmo de uma grande coleção” para melhorar qualquer garrafeira particular.QUINTA NOVA DOURO

No artigo, é ainda dado grande destaque ao elevado potencial de envelhecimento dos vinhos, dois deles com capacidade de envelhecimento até 2033, o que ilustra bem o potencial da Região do Douro: Grande Reserva Mirabilis Tinto 2011- 95 pontos- Beber até 2033; Grande Reserva Referência Tinto 2011- 95 pontos- Beber até 2033; Grande Reserva Clássico Tinto 2011- 94 pontos- Beber até 2031; Grande Reserva Mirabilis Branco 2012 – 92 pontos- Beber até 2020.

Esta distinção é ainda mais relevante, dado que surge depois do reconhecimento da grande qualidade dos Porto’s Vintage 2011, altura a partir da qual se verifica uma maior cautela e exigência por parte dos críticos mundiais. No seu relatório intitulado “Portugal’s 2011 Big Reds”, Mark Squires considera que é justo afirmar que os tintos do Douro de 2011 vão precisar de mais tempo em garrafa comparativamente com os de 2007, e que possivelmente poderão ultrapassar a credibilidade destes últimos.

Para finalizar, Mark Squires destaca o novo Grande Reserva Mirabilis Tinto 2011, um vinho lançado em Setembro de 2013, comentando em tom ligeiro o estilo antigo da garrafa que, apesar de ser de difícil armazenamento, certamente não será ignorado. “Todo o marketing seria em vão, é claro, se o vinho não enfrentar o desafio” nota o crítico, salientando “É difícil dizer o que admiro mais sobre este produtor – a qualidade do vinho ou o génio de marketing. Há uma abundância de ambos”.

Notas de Prova de Mark Squires:

“O Mirabilis Tinto 2011 mostra precisão , estrutura, concentração e é finamente focado. Dos três Grande Reservas é o que mostra maior delicadeza, talvez projetando uma sensação sedosa no início com um meio-paladar mais animado, metaforicamente falando. Como todos eles, é apertado, poderoso, um pouco adstringente e envolvente no momento. É necessário um pouco de tempo de garrafa e alguma paciência. De certa forma, este destaca-se entre os três. É o menos óbvio desde o início. No entanto, o seu foco e a sua concentração faz-me suspeitar de que será a tartaruga a ultrapassar a lebre a longo prazo. Pode ainda ser alvo de uma ligeira evolução depois de 5 a 6 anos em garrafa. Este foi o único que eu temo ter menosprezado a nota…”QUINTA NOVA DOURO3

A Quinta Nova de Nossa Senhora do Carmo, hoje com 85 hectares de vinha própria num dos melhores locais da região do Douro, produz cerca de 280.000 garrafas por ano, tendo atingindo em 2013 um volume de negócios de dois milhões de euros. Presente hoje em 27 países, as vendas no mercado internacional representam 50%, atingindo em 2012 a 8º posição em volume de negócios nos vinhos DOC Douro, ficando para 25º lugar em volume de garrafas.

Desde 2007, a Quinta Nova assume-se como um produtor de nicho e de elevado prestígio, apostando numa cadeia de valor mais especializada, mantendo uma posição forte na Europa, com elevado crescimento para os próximos anos nos Estados Unidos e Brasil. Todo este negócio é complementando com um pequeno hotel vínico e o restaurante Conceitus no Douro, que acolhem todos os anos turistas e curiosos atentos a provar as novidades vínicas”. (Informação da marca)

 

Comentários

comentários

Login para a tua conta

Não te recordas da tuaPassword ?

Registar neste site!