Veja Portugal

Hotel Lis - Baixa

Portugueses caminham cada vez mais para Santiago de Compostela

9 de Junho de 2013

O número de portugueses que se desloca pelos meios de peregrinação considerados tradicionais (a pé, a cavalo ou em bicicleta) à Catedral de Santiago de Compostela mantém o ritmo de crescimento da última década, tendência comprovada pelas estatísticas de 2012 e dos primeiros meses deste ano.

A Veja Portugal percorreu o Caminho Português Interior de Santiago, entre Viseu e Compostela, na distância de 387 quilómetros, entre os dias 25 de Maio e esta sexta-feira, dia 7. Em Maio, chegaram 25.206 peregrinos, segundo o Serviço de Peregrinos da Catedral de Santiago de Compostela.Santiago compostela

Os portugueses (1.068)  são o sexto grupo mais importante, atrás dos espanhóis (7.961) alemães, franceses, italianos e americanos. A maioria chegou a pé (22.039).

No ano passado, chegaram a Santiago de Compostela 192.488 pessoas pelos meios considerados tradicionais, a esmagadora maioria das quais caminhando (164.778) – Fátima, por exemplo, recebe por ano 50 mil peregrinos a pé.

O nosso país foi o quarto mais representado em número de visitantes (10.329), atrás apenas da Espanha (75.275), Alemanha e Itália. E o Caminho Português (25.628 peregrinos) é o segundo mais importante, apenas atrás do mítico e ‘insuperável’ Caminho Francês (134.979).Santiago compostela

A maior procura dos caminhos portugueses encontra diversas explicações, algumas comuns às que levam ao aumento global dos visitantes registados no Serviço de Peregrinos da Catedral de Santiago de Compostela: a crise económica e social, e o turismo relativamente barato, por exemplo.

Mas, a saturação e a excessiva exploração turística e comercial dos itinerários, como acontece com o Caminho Francês, têm aumentado a procura pelo território nacional, ainda pouco movimentado e explorado.Santiago compostela

A Veja Portugal constatou esses factos durante os 14 dias em que percorreu Caminho Português Interior de Santiago, sobretudo até Verín, em Espanha. A partir daqui, os caminheiros foram aumentando em número, à medida que se penetrava na Via da Prata.

O Caminho Português Interior a Santiago exige alguma capacidade física, pois o traçado está delineado por muitas serras, montes e encostas; é exigente mas igualmente repleto de beleza natural e patrimonial (Diário em: Alguma dor cura a alma).

 

Comentários

comentários

Login para a tua conta

Não te recordas da tuaPassword ?

Registar neste site!