Veja Portugal

Hotel Lis - Baixa

Líder ibérica em autoclismos exportou 80% da produção

26 de Fevereiro de 2014

A líder ibérica na produção de autoclismos e um dos principais “players” europeus manteve em 2013 um volume de vendas na ordem dos 40 milhões de euros. A taxa de exportação da OLI rondou os 80%, com a Europa a manter o estatuto de principal destino de vendas para o exterior.

A Itália e França foram os principais mercados da empresa com sede em Aveiro, representando 24% das exportações. Mas o maior crescimento, de 80%, registou-se nos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOP), com Angola e Moçambique a liderarem este incremento.

A expansão comercial da OLI no Médio Oriente também teve reflexo nos resultados, com as vendas a crescerem 10%.Oli autocolismos aveiro

“Em 2013, num ano extremamente complexo, a empresa conseguiu manter a sua actividade, resistindo aos condicionalismos negativos da conjuntura económica e à recessão de algumas economias europeias, que são os principais mercados de exportação da OLI, e obter resultados encorajadores nos PALOP”, refere António Oliveira, presidente da empresa, acrescentando:

“Este ano pretendemos crescer globalmente 10% e iremos privilegiar os mercados extracomunitários, nomeadamente o Médio Oriente, com a Arábia Saudita, Qatar e o Dubai, e América Latina, com o Brasil, Peru, Venezuela, Chile e a Colômbia”.

 

Comentários

comentários

Login para a tua conta

Não te recordas da tuaPassword ?

Registar neste site!