Veja Portugal

Hotel Lis - Baixa

País revela-se nas gentes, história e paisagens dos caminhos de Santiago

31 de Maio de 2013

As primeiras cinco etapas do Caminho Português Interior de Santiago (CPIS), entre Viseu e Parada do Corgo (Vila Pouca de Aguiar), que a Veja Portugal está a ‘descobrir’ desde o dia 25 de Maio, demonstram bem as potencialidades que estes itinerários milenares podem ter no desenvolvimento do turismo, da economia regional e do conhecimento de um país ‘mais real’.caminho santiago

Para o secretário de Estado do Turismo, Adolfo Mesquita Nunes, são “uma peça fundamental, estratégica”, para a promoção de Portugal como destino turístico, no âmbito do “Turismo Religioso”.

“É evidente que é uma peça central, tendo em conta o nosso património, a nossa história, os lugares de culto”, explica o governante sobre a inclusão do “Turismo Religioso” no Plano Estratégico Nacional do Turismo (PENT).

O CPIS atravessa, neste terço do traçado, no total de 387 quilómetros, os concelhos de Viseu, Lamego, Régua, Castro Daire, Santa Marta de Penaguião e Vila Real.

A variedade monumental é muito grande, desde a Sé de Viseu, à estrada romana de Pousa Maria, passando pelo Santuário de Nossa Senhora dos Remédios. E a paisagem é também diversa, permitindo contacto com a Praia Fluvial da Folgosa, a floresta de Sarnadelo a Baduge e percursos em serras e próximo de rios. Uma parte é no traçado da antiga Linha Ferroviária do Corgo.caminho santiago

O percurso é exigente, mas está ao alcance de qualquer pessoa, com treino de caminhada, que respeite a regra comum de não fazer mais de 20 ou 25 quilómetros por dia.

Quanto a alimentação e dormida, com o necessário planeamento, é fácil encontrar bons restaurantes e locais de pernoita, como pensões, residenciais ou hotéis, a preços acessíveis.caminho santiago

O CPIS privilegia o contacto com a natureza e o património monumental, sobretudo religioso, mas as razões que orientam os turistas (peregrinos ou caminheiros, conforme as circunstâncias) são as mais díspares, neste, como em todos os caminhos de Santiago de Compostela. (Diário na página  Alguma dor cura a alma)

 

 

Comentários

comentários

Login para a tua conta

Não te recordas da tuaPassword ?

Registar neste site!