Veja Portugal

Hotel Lis - Baixa

Portugal: a mais antiga conserveira relança marca histórica

19 de Maio de 2014

A mais antiga empresa do mundo em laboração no sector das conservas de peixe, a portuguesa Ramirez, vai relançar a histórica marca “La Rose”, que no século XX internacionalizou os nomes de Portimão e de Portugal em países como Inglaterra, Bélgica, França, Alemanha, EUA e Holanda.

A produção da marca foi suspensa no final da década de 1970 e regressa agora ao edifício onde nasceu, em 1902, a antiga fábrica “Feu Hermanos”, hoje Museu de Portimão, onde foi relançada no 6º aniversário do espaço museológico neste sábado, 24, às 17h00.

O processo de internacionalização da Ramirez, distinguido pela Associação Industrial Portuguesa, iniciou-se no século XIX e privilegiou “uma forte política de identidade própria”, criando e comercializando marcas como a Cocagne no Benelux (exportada desde 1906 e que assinalou recentemente 100 anos de actividade na liderança neste mercado); a Tomé nas Filipinas, Canadá e EUA; a Al Fares no mundo árabe, a Gabriel na África do Sul ou a Mistral na Venezuela.ramirez interior

A exportação “continua em plena expansão”, solidificando a presença contínua da marca Ramirez nos mercados da Áustria, Espanha, Bélgica, Holanda, Luxemburgo, França, Brasil, Inglaterra, Suíça, África do Sul, Canadá, EUA, Venezuela, Angola, Moçambique, Alemanha, Israel, Japão, China e Austrália.

“Apesar de estar fora do mercado há mais de 30 anos, a “La Rose” goza ainda de um capital de simpatia enorme em Portugal e no estrangeiro. As identidades vintage são também muito apreciadas em vários mercados. Prevê-se, por isso, que a marca possa ter algum impacto nas vendas da empresa no médio e longo prazo”, afirma Manuel TM Ramirez, administrador, filho do presidente do conselho de administração e membro da quinta geração da família à frente dos destinos da empresa.

No imediato serão colocadas à venda 100 mil latas de duas referências – sardinhas em azeite e atum em azeite – em Portugal. Estão também a ser trabalhados alguns dos históricos mercados internacionais da “La Rose”.

 

Comentários

comentários

Login para a tua conta

Não te recordas da tuaPassword ?

Registar neste site!