Veja Portugal

Hotel Lis - Baixa

Porcelanas recuperam e investem em novos mercados

8 de Fevereiro de 2014

A SPAL porcelanas, fundada em 1965 e que exporta para 30 países, regressou no ano passado aos indicadores financeiros favoráveis, quatro anos após a sua compra pelo Grupo CUP & Saucer, recuperando de um EBIDITA (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) negativo de dois milhões de euros em 2012.

Para a obtenção deste resultado conjugaram-se diversos factores, nomeadamente uma clara definição da estratégia de captação de novos mercados, que contribuiu para o crescimento no volume de negócios em aproximadamente 8%. Pesam ainda as medidas de optimização de recursos humanos e materiais que trouxeram mais de 6% de redução aos custos operacionais, segundo Ângelo Mesquita, presidente do grupo.

A marca investiu em novos mercados, como a Dinamarca, Polónia, Rússia, Noruega, Coreia e Colômbia – nos segmentos doméstico, da restauração e hotelaria. Os seus mercados tradicionais são países como os EUA, Inglaterra ou Espanha.spal1

A presença em feiras internacionais, com meios próprios ou através de representantes, faz parte da estratégia de promoção da empresa. Neste contexto, participa na feira Ambiente, em Frankfurt, para a qual reservou 20 novas colisões que “irão seguramente contribuir para a manutenção dos bons resultados”, afirma a empresa.

Os resultados financeiros deixam “orgulhosa” a estrutura envolvida no processo de recuperação da empresa, em condições muito difíceis, devido à contracção do consumo e à necessidade de realizar alguns investimentos.

A SPAL – Sociedade de Porcelanas de Alcobaça tem 437 trabalhadores, ocupa uma área industrial de 64 mil metros quadrados, em Valado dos Frades, e exporta 60% da produção. Produz 16 milhões de peças por ano e factura 12 milhões de euros..

 

Comentários

comentários

Login para a tua conta

Não te recordas da tuaPassword ?

Registar neste site!