Veja Portugal

Hotel Lis - Baixa

Empresários portugueses investem 17,7 milhões no Brasil

8 de Janeiro de 2014

Os novos empresários portugueses que chegaram ao Brasil no ano passado investiram mais de 17,7 milhões de euros, à frente dos investidores das outras nacionalidades, segundo as estatísticas reveladas pelo gabinete de Coordenação Geral de Imigração do Ministério do Trabalho e Emprego brasileiro.

Os dados sobre os “valores de investimento efectuados por estrangeiros”, referentes aos primeiros nove meses de 2013, indicam que atrás de Portugal ficou a Itália (16,8 milhões de euros), seguida de Angola (menos de metade do investimento dos países anteriores), China, Espanha e França. O investimento total estrangeiro foi superior a 72 milhões de euros.

O investimento português foi efectuado por 205 empresários, menos que os representantes de Itália (240) e mais que os provenientes da China, Espanha, França e EUA.brasil

Quanto aos “executivos integrantes de direcção de empresas no Brasil”, o nosso país desce nos resultados das estatísticas para a quarta posição (89 directores), atrás do Japão (203), Espanha e Coreia do Sul, e à frente dos EUA e França.

No que respeita às autorizações de trabalho temporário concedidas a estrangeiros, de Janeiro a Setembro do ano passado, Portugal aparece apenas em sexto lugar (2.047), antecedido da Alemanha (2.349), India (2.795), Reino Unido (3.276), Filipinas (4.049) e EUA (7.381).

No entanto, nos itens relativos aos profissionais estrangeiros com contrato de trabalho até dois anos ou com autorizações de trabalho permanente, os portugueses recuperam a liderança. Na verdade, no primeiro caso foram 749, mais do que os trabalhadores naturais de Espanha (462), EUA, Coreia do Sul, França e China. Com contrato permanente passou a haver mais 340 portugueses, à frente dos italianos (332), espanhóis, japoneses, chineses e franceses.

Segundo os dados do Ministério do Trabalho e Emprego brasileiro, o nosso país foi o sexto com mais autorizações de trabalho concedidas (2.387). Os EUA lideram (7.508), seguidos pelas Filipinas, Reino Unido, India e Alemanha.

A maior parte dos portugueses ficaram a viver nos estados de São Paulo (1.020) e Rio de Janeiro (549). Os sectores da construção civil, serviços, petróleo e gás, minas, tecnologia da informação e comunicação são alguns dos receptores da mão de obra e do investimento português.

O Brasil concedeu, nos primeiros nove meses de 2013, autorizações de trabalho a 50.088 estrangeiros, 47.746 das quais temporárias.

 

Comentários

comentários

Login para a tua conta

Não te recordas da tuaPassword ?

Registar neste site!