Veja Portugal

Exposalao Batalha - Expojardim

Jovens agricultores apostam na cultura do mirtilo e nas exportações

14 de Maio de 2013

A Bolsa de Terras de Sever do Vouga atribuiu 70% das parcelas de terreno de que dispunha, numa sessão de divulgação dos candidatos inscritos, na tarde desta segunda-feira, no Vougapark, em Paradela do Vouga. A grande maioria são jovens interessados na cultura do mirtilo.

A bolsa é constituída por 22 lotes de terreno e 15 foram entregues. “De destacar que a grande maioria dos candidatos são jovens agricultores que pretendem iniciar-se na cultura do mirtilo”, disse à Veja Portugal José Manuel Silva, da AGIM – Associação para a Gestão, Inovação e Modernização do Centro Urbano de Sever do Vouga, uma das entidades promotoras.

Este dado, bem como a elevada procura que a Bolsa de Terras obteve, é também destacado por Manuel Soares, presidente da AGIM e da Câmara Municipal de Sever do Vouga, que exorta os futuros mirticultores a procurarem inteirar-se dos apoios financeiros existentes para que as suas explorações tenham sucesso.

bolsa de terras mirtilo

Promotores da Bolsa de Terras e os candidatos a quem foram atribuídas parcelas de terreno

A Bolsa de Terras destina-se a interessados com mais de 18 anos que queiram dedicar-se à cultura do mirtilo e que detenham, pelo menos, 15% de capital próprio do valor a investir.

A produção de mirtilo poderá atingir as quatro mil toneladas anuais dentro de cinco anos, a maioria destinadas à exportação, uma vez que se assiste neste momento a um grande aumento do número de plantações.

O ano passado foi o sector que registou “o maior número de aprovações de projectos pelo Programa de Desenvolvimento Rural (Proder)”, significando que “a maioria das implantações” aconteceram em 2012 e prolongam-se pelo corrente ano.

No final deste ano espera-se que Portugal tenha em cultura mil hectares de mirtilos. A maior parte da produção é exportada para países da União Europeia como Holanda, Bélgica e França.

As regiões mais conhecidas pela produção deste fruto são, neste momento, Sever do Vouga e Idanha-a-Nova. Mas nos últimos anos tem vindo a conquistar todo o País, como o Norte e Alentejo.

Em Sever do Vouga, a produção anual vai aumentar bastante. Já ultrapassou as 112 toneladas e deverá atingir as 419 toneladas em 2014.

 

Comentários

comentários

Login para a tua conta

Não te recordas da tuaPassword ?

Registar neste site!