Veja Portugal

Hotel Lis - Baixa

Vestuário: vendemos no exterior mais 41 milhões

14 de Julho de 2013

As exportações da indústria têxtil e vestuário cresceram 41 milhões de euros nos primeiros cinco meses do ano, para um total de 1.764 milhões, segundo dados da Associação Têxtil e Vestuário de Portugal (ATP).

Em termos homólogos, comprando com 2012, as exportações cresceram 7,1% em Maio, e mais 12% que no último mês de Abril, “o que consolidou os resultados agregados, com um crescimento de 2,4% nos cinco primeiros meses”, refere a ATP, com base em dados do Instituto Nacional de Estatística (INE).

As exportações de artigos têxteis-lar e de outros têxteis confeccionados, atingiram um crescimento de 11,2% e o vestuário e acessórios de malha subiram 8,4%, entre Janeiro e Maio.Untitled 2

As saídas de têxteis de uso técnico (entre os quais, tecidos impregnados, revestidos, recobertos ou estratificados) aumentaram 4%.

A ATP vê “sinais positivos igualmente no crescimento das importações têxteis (matérias-primas) em 12,2% neste período, antecipando um aumento da actividade industrial de transformação que resultará, naturalmente, num aumento das exportações futuras”.

As importações de matérias-primas de algodão crescerem 35,3%, as de outras fibras têxteis vegetais 24,2%; as de fibras sintéticas ou artificiais descontínuas 9%; as de tecidos de malha 10% e as de tecidos especiais ou tufados 6,2%.

A compra no estrangeiro de artigos acabados (vestuário e acessórios, têxteis-lar e outros têxteis confeccionados) continuam em terreno negativo.

 

Comentários

comentários

Login para a tua conta

Não te recordas da tuaPassword ?

Registar neste site!