Veja Portugal

Hotel Lis - Baixa

Exportadora do Oeste investe em pomar no Alentejo

18 de Julho de 2013

A Granfer, uma empresa de Óbidos que exporta 70% da sua produção de fruta, está a investir 1,5 milhões de euros num pomar na Herdade da Barroca, perto de Mora.

A Pêra Rocha é o principal produto da unidade, que se dedica à produção, conservação, normalização e comercialização de fruta fresca. Com pomares próprios, trabalha também pêssegos, nectarinas, maçãs, ameixas e damascos.

A Granfer, com 26 anos de existência, produz por ano uma média 20 mil toneladas, das quais exporta 70% para países como o Brasil, Inglaterra, Alemanha, França e Polónia.Pera rocha

A plantação em Cabeção, Mora, é constituída por 80 hectares de pêssegos, nectarinas e ameixas, uma parte plantada em 2012 e a restante este ano. O investimento inclui, para além da plantação, a construção de um armazém e de câmaras frigoríficas.

O projecto emprega de momento 10 pessoas, mas dentro de dois anos prevê-se que sejam necessárias pelo menos 50 para acompanhar certos momentos da actividade.

Para o presidente da Câmara de Mora “trata-se de um investimento importantíssimo para o concelho, na medida em que vai criar postos de trabalho na agricultura, que há muito os vinha perdendo, lançando no desemprego muitas pessoas”.granfer

“É um balão de oxigénio para o concelho pelos postos de trabalho que já criou e pelos que ainda irá criar, dando, por isso, um contributo muito positivo para o crescimento e desenvolvimento da nossa economia”, afirma o autarca, Luís Simão.

A Granfer, a 39ª exportadora do distrito de Leiria, com vendas no estrangeiro no valor de 7,5 milhões de euros (66% do volume de negócios), foi criada por um grupo de agricultores com o objectivo de juntar a produção de fruta fresca e exportá-la.

A Pêra Rocha ocupa 60% da produção – a empresa foi a maior exportadora entre 2003 e 2006 -, 80% da qual é vendida no mercado externo, em países como Inglaterra (o maior cliente), Alemanha, Polónia, França, Espanha, Itália e Rússia.

A unidade quer duplicar a sua capacidade de produção até 2016. Hoje reúne 40 agricultores e emprega uma média anual de 90 trabalhadores na estação fruteira em Usseira, em Óbidos. Na altura da apanha chega a empregar 400 pessoas.

 

Comentários

comentários

Login para a tua conta

Não te recordas da tuaPassword ?

Registar neste site!