Veja Portugal

Hotel Lis - Baixa

Exportações de têxteis e vestuário crescem 10% fora da UE

18 de Janeiro de 2014

As exportações da indústria portuguesa de têxteis e vestuário continuaram a aumentar no penúltimo mês do ano passado, com os resultados de Novembro a revelarem uma subida de 3,5% desde Janeiro e a crescente importância dos mercados extracomunitários.

Os números mais recentes do Instituto Nacional de Estatística, analisados pela Associação Têxtil e Vestuário de Portugal (ATP), apontam para 3,935 mil milhões de euros de exportações nos primeiros 11 meses de 2013.

Este crescimento resulta “em grande parte, do esforço que tem vindo a ser desenvolvido na diversificação de mercados de destino, sobretudo não comunitários, para onde o sector exportou mais 10%”, explica Paulo Vaz, director-geral da ATP.conforto e sonhos têxteis

A Tunísia (+36%), EUA (+16%), Angola (+12%), China (+11%) e Suíça (+10%) foram os destinos extracomunitários que registaram os maiores aumentos.

No entanto, os mercados comunitários continuaram a ser os principais clientes desta indústria, com os três principais destinos a comprarem mais: Espanha (+0,7%), França (+1,2%) e Reino Unido (+12%).

“Espanha continua a ser o principal destino, e apesar de dificuldades económicas com impacto no consumo, as exportações para este mercado continuam a crescer”, realça Paulo Vaz.

As maiores subidas registaram-se nas categorias dos tecidos em malha (+11,6%), têxteis-lar (+8,7%), fibras sintéticas ou artificiais descontínuas (+7,4%), pastas, feltros e artigos de cordoaria (+6,9%) e vestuário e acessórios de malha (+6,5%).

 

Comentários

comentários

Login para a tua conta

Não te recordas da tuaPassword ?

Registar neste site!