Veja Portugal

Hotel Lis - Baixa

Portugal constrói 200 mil casas em África e na América Latina

9 de Abril de 2014

Um conjunto de empresas portuguesas criou uma rede de cooperação e desenvolvimento internacional, denominada “Casas para o Mundo”, que projecta construir 200 mil habitações em seis países, correspondentes a um volume de negócios superior a 10 mil milhões de euros, nos próximos seis anos.

O projecto nasce da experiência internacional do Grupo Lena, com sede em Leiria, que assinou sexta-feira, 11, no Porto, um protocolo de cooperação com 20 empresas portuguesas de engenharia e construção, cujo objectivo é a internacionalização ou o reforço da sua presença em mercados internacionais.

“É uma oportunidade de excelência para a cooperação empresarial e um momento único de afirmação da engenharia portuguesa”, através de “soluções inovadoras que fazem a diferença em mercados muito concorrenciais”, considera Joaquim Paulo Conceição, presidente do Grupo Lena.grupo lena interior

A rede “Casas para o Mundo” “permitirá aumentar substancialmente a presença do grupo e seus parceiros em mercados externos, num processo de internacionalização consistente”, adiantou.

O objectivo é a construção de grandes áreas residenciais em sistema “chave-na-mão” – além da possibilidade de transferência de tecnologia e formação de trabalhadores locais – , em mercados de África e América do Sul.

O Grupo Lena está já a construir 12.500 apartamentos na Venezuela e firmou um acordo para a edificação de mais 25 mil, mobilizando 70 empresas portuguesas.

A parceria “Casas para o Mundo” envolve firmas nacionais que, em conjunto, representam um volume de negócios superior a 150 milhões de euros e empregam mil trabalhadores.

O protocolo de cooperação é assinado a partir das 19h30 na Porto Business School.

 

Comentários

comentários

Login para a tua conta

Não te recordas da tuaPassword ?

Registar neste site!