Veja Portugal

Hotel Lis - Baixa

Qualidade e a diferenciação fundamentais para o sucesso

Portugal é um país pequeno. Em dimensão física. Nunca será, nestas circunstâncias, um grande produtor em quantidade – sobretudo de produtos com origem na terra, ou cujo desenvolvimento precise de grandes áreas. Isto, se descontarmos o espaço marítimo, que é enorme e com um potencial ainda muito longe de estar convenientemnete explorado.

Seja como for, há inúmeras capacidades que os portugueses podem e estão a desenvolver, nas quais podem ser iguais ou melhores que quaisquer outros povos. Esses recursos prendem-se, sobretudo, com duas caracteristicas essenciais ao sucesso: qualidade e diferença.

E, para o verificarmos, basta analisar o comportamento de sectores como o calçado, os têxteis e vestuário, a agricultura, ou as frutas e legumes, para termos uma ideia do forte crescimento das exportações registado desde o início da crise de 2007/2008. E, claro, nos serviços, não poderemos esquecer o papel determinante do turismo, no ano passado, no saldo positivo da balança comercial.

E, em 2014, para surpresa sobretudo daqueles menos habituados ao mundo empresarial, o sector da metalurgia e da metalomecânica bateu o recorde de vendas no exterior. Exportou 13,8 mil milhões de euros, um aumento de 30%.

Portanto, em síntese, não é preciso ser grande, do ponto de vista físico, para estar entre os melhores ou mesmo superá-los. É preciso saber apostar na qualidade e na diferenciação. Nunca desistir. Ser persistente. Nesta edição, pode o Leitor encontrar alguns dos muitos exemplos daquilo que de melhor se faz em Portugal.

 

Boa leitura!

 

Login para a tua conta

Não te recordas da tuaPassword ?

Registar neste site!