Veja Portugal

Hotel Lis - Baixa

Cortiça portuguesa nos relvados de futebol

16 de Agosto de 2013

A cortiça portuguesa está a ser usada como substituto da borracha no enchimento de relvados sintéticos de campos de futebol fabricados na Bélgica para todo o mundo. A ideia nasceu no Fundão, onde está instalada a unidade portuguesa da Domo Sports Grass, uma empresa do grupo belga Domo.

carlos rodrigues domo relva artificial

Carlos Rodrigues, director de produção da Domo Sports Portugal

O Domo Naturafill System é uma construção de relva artificial, que utiliza como preenchimento orgânico a cortiça de alta performance, e revelou ter vantagens e propriedades únicas em relação aos sistemas até agora usados.

Em laboratório, “a cortiça revelou ter qualidades muito superiores: é inodora e inibidora de calor, o que torna os campos mais frescos e livres de cheiros, e é também mais macia ao toque”, explica Carlos Rodrigues, director de produção da Domo Sports Portugal.

O Domo Naturafill System, cem por cento português e natural, diminui o risco de lesões no impacto com a relva, e “tem um ressalto de bola diferente”. A cortiça tem ainda a vantagem de não absorver a humidade.

O produto está certificado pelas federações Internacionais de Futebol e Atletismo para competições internacionais e já é usado em quatro campos, na Bélgica, Holanda, Alemanha e Canadá, em estádios de equipas de primeira liga.

“Este preenchimento para relva de futebol satisfaz os requerimentos técnicos de jogo exigidos para a certificação FIFA de uma e duas estrelas, esta a mais elevada”, salienta Carlos Rodrigues.

Acompanhar mercados de língua portuguesa

A Domo Sports Portugal nasceu em Fevereiro de 2007 para fazer o acompanhamento dos mercados de Portugal, Marrocos, Angola, Moçambique, Cabo Verde e Brasil.

Até agora, colocou relva em todo o país, incluindo a ilha da Madeira e, além de produzir o produto, possui equipas próprias para a instalação e manutenção. É responsável pela colocação de 780 mil metros quadrados de relva artificial em campos de futebol, ténis, golfe e estruturas multidesportivas. Inclui também as relvas decorativas, por exemplo para jardins  Carlos Rodrigues, director de produção da Domo Sports Portugal.

A casa-mãe, na Bélgica, é responsável por mais de 60 milhões de metros quadrados de relva artificial instalados em todo o mundo.

A Domo é um grupo internacional, com três sectores de actividade centrais: a Alinso, no imobiliário; a Domo Chemicals, pioneira na indústria de nylon e polipropileno e a Domo Sports Grass, fabricante de relva artificial. Tem um volume de negócios de mil milhões de euros e emprega mil pessoas.

Os europeus entraram em contacto com a primeira geração de relva artificial os Jogos Olímpicos de Montreal, em 1976. Estes campos eram compostos com fibras de nylon ou polamida de alta densidade, adequados para a prática de hóquei ou ténis, mas não para desportos que requerem deslizamento, como o futebol, área em que a Domo viria ser pioneira.

Domo Sports Portugal, Lda

Sede: Fundão

Actividade: fabrico de relva artificial

Início da actividade: 2007 

Número de trabalhadores: 14

Volume de negócios: 1,5 milhões de euros

Volume de negócios na exportação: 80 mil euros

 

Comentários

comentários

Login para a tua conta

Não te recordas da tuaPassword ?

Registar neste site!