Veja Portugal

Hotel Lis - Baixa

Bacalhau ajuda vinho português a conquistar Brasil

16 de Outubro de 2013

A Lusovini comprou a totalidade da Brasvini, a filial que detinha a 50% com o grupo Rui Costa & Irmão, líder na importação e distribuição de bacalhau no mercado brasileiro.

“Os objectivos foram conseguidos. A associação dos vinhos portugueses ao bacalhau fez sentido como estratégia de entrada dos nossos vinhos”, afirma Casimiro Gomes, presidente do grupo Lusovini.

lusovini

Casimiro Gomes, presidente do grupo Lusovini

“Agora é a hora de trabalharmos o mercado brasileiro de uma forma mais intensa, com um portfolio completo e, acima de tudo, com a possibilidade de oferecer um serviço integrado. Já temos todas as condições para crescer, nomeadamente nos segmentos de vinhos originais e exclusivos”, acrescenta.

A aposta no Brasil surge depois da entrada nos mercados de Angola e Moçambique e a marca quer duplicar a facturação já no próximo ano no mercado brasileiro, para dois milhões de dólares (1,475 milhões de euros), servindo os vinhos do Dão como elemento diferenciador.

O grupo de distribuição de vinhos de Nelas tem no Brasil o segundo mercado de exportação a seguir a Angola. A Brasvini foi fundada em 2011, precisamente no âmbito da estratégia de internacionalização do grupo, com o objectivo de criar uma cadeia de oferta na maioria dos estados brasileiros, desde o retalho à grande distribuição.

A Lusovini também está presente nos mercados do Norte da Europa, EUA e Ásia. A maioria das marcas que distribui resulta de parcerias com “alguns dos mais prestigiados produtores e enólogos de Portugal”.

A empresa, fundada em em Novembro de 2009, facturou cinco milhões de euros em 2012, valor que deverá crescer um milhão de euros no presente exercício. Os mercados internacionais representam mais de 75% das vendas: Portugal (25%), Angola e Moçambique (25%), Brasil (10%), EUA (10%), China (10%) e mais 22 países. Em 2014 prevê iniciar a entrada na Rússia, com o objectivo de efectuar as primeiras vendas no ano seguinte.

Em Setembro último, a Lusovini criou o ‘Nelas Wine & Culture – Lusovini by Pedra Cancela’, Centro Interpretativo da Vinha e do Vinho do Dão, um investimento de 1,5 milhões de euros.

 

Comentários

comentários

Login para a tua conta

Não te recordas da tuaPassword ?

Registar neste site!